Como se proteger

De certa forma, um escudo é um círculo pequeno, permanente, que se move com você.
Em outros aspectos, é como algo que você usa e que pode mudar de acordo com o seu humor, suas necessidades e seu nível de conforto (assim como você usa uma roupa para trabalhar e outra para ficar em casa).
 A maioria das pessoas acham que é mais fácil ter algum tipo de conceito para seu escudo.
Para as pessoas visuais, ele pode ser uma cor - luz amarela, azul ou violeta são as mais comuns.
Para pessoas cinestésicas, eles muitas vezes são como a sensação de um grande cobertor confortável, ou uma capa que os cobre.
Para pessoas auditivas, pode ser um som de um zumbido suave - ou uma forma de manipular o som, como um conjunto de alavancas de ajuste.

 Os princípios de proteção são muito simples: criar o ideal em sua mente do que você quer que o seu escudo faça, e o como você quer enxerga-lo, senti-lo, ou mesmo ouvi-lo. O quanto mais real você fize-lo em sua mente, mais fácil será para manter.
Reforce essa ideia regularmente durante todo o dia. Para começar, você vai precisar reforçá-lo regularmente - mentalizando a cada duas horas.
Certifique-se de dar-lhe energia suficiente para sustentar-se: se você centralizar no chão, provavelmente vai sentir um fio de energia que pode fluir para o escudo, ou se você se está com muita energia, pode deixar um pouco de fluxo para a alimentação do escudo em vez de aterra-la.
 Com o tempo, você vai ser capaz de ajustar-se muito rapidamente e conforme deseja de acordo com as diferentes situações.

Um comentário:

  1. Existe outra forma de se proteger além de usar o escudo?

    ResponderExcluir

Grimório

Artigos comuns

Guia prático

FAQ

Energias

Caminhos Pagãos